sábado, 10 de novembro de 2012

Rodados em Lx e arredores 60

O filme de James Bond Ao Serviço de Sua Majestade é o mais famoso mas não foi de longe o único a ser rodado em Portugal. Nos anos 60, Lisboa e sobretudo a Costa do Sol servem de cenário a dezenas de produções internacionais. No livro, contamos a história da primeira agência de casting e de modelos em Portugal, a Juno, que tratava de arranjar figurantes para todas estas fitas. Só não mostrámos as imagens em movimento. Num Lx60 multimédia a coisa podia ser mais ou menos assim.

"Entretanto, o clima ameno, as paisagens variadas, a mão-de-obra especializada e o baixo custo de vida, fazem de Lisboa e da Costa do Sol um destino cada vez mais frequente das produções internacionais. A primeira missão da Juno é 'A Man Could Get Killed' (1966), fita de espionagem com James Garner e Sandra Dee."*

(Era assim que imaginávamos - ou nos lembrávamos de - Lisboa e os Lisboetas?
Vale a pena procurar mais imagens do filme)

"Para o britânico 'Hammerhead' (1968), a agência ocupa durante semanas a Praia do Museu Conde Castro Guimarães, em Cascais, onde, numa das cenas, uma festa psicadélica, põe centenas de hippies a dançar. Como em Portugal hippies são coisa nunca vista, têm de vir contentores de roupa de Londres. 'A praia estava cheia, havia bodypainting. As pessoas ficaram loucas. Difícil era assegurar que os adereços não desaparecessem', explica Mizette [Nielsen, uma das fundadoras da agência]."*

(O delirante Hammerhead)

"O momento de glória da agência é 007, 'Ao Serviço de Sua Majestade' (1969). A Juno arranja 250 figurantes para cenas na Praia do Guincho e no Hotel Palácio. Muitos maridos só deixam as mulheres participar se eles também puderem entrar. 'Meia Lisboa de homens meteu férias para poder filmar', conta na altura à revista Século Ilustrado June Burton [a outra fundadora da agência]."*

(O mais fácil de rever, rodado entre Portugal e a Suíça)

E um bónus:



*Citações retiradas de Lx60.

Sem comentários:

Publicar um comentário